Célia pessegueiro

célia pessegueiro

Qual é a origem do Pessegueiro?

No entanto, já era cultivada no Médio Oriente (Irão), no ano 100 a.C., sendo muito mais tarde introduzida na Europa, em Roma, pelo Imperador Claudius. Como curiosidade, o Pessegueiro foi introduzido no Brasil por Martim Afonso de Sousa, em 1532, e as árvores vieram da ilha da Madeira.

Qual é a coloração das folhas do Pessegueiro?

Elas ainda têm uma coloração de verde intenso durante toda a sua fase de crescimento. Mas, na época de outono, as folhas do pessegueiro podem assumir uma nova coloração, sendo ela mais amarelada – isso acaba tendo relação com a tonalidade da polpa do fruto!

Como cuidar do pêssego?

Quando você encontrar um pêssego saboroso, faça a cova e deixe o caroço do fruto secar por alguns dias. Quando ele ficar frágil, quebre-o e abra-o para revelar as sementes dentro dela; elas serão parecidas com amêndoas. Atente-se ao clima.

Por que a flor de Pessegueiro é tão adorada no Brasil?

Logo, com a colonização e a vinda de diversos povos europeus para o Brasil, a flor de pessegueiro foi trazida e até os dias de hoje é extremamente cultivada e adorada em nosso país. Quem diria que uma flor aparentemente tão inofensiva teria uma origem tão distante e uma influência tão grande no mundo desde os tempos antigos?

Qual a origem do pêssego?

A palavra pêssego provém do latim persicum, que significa da Pérsia pois os romanos referiam-se a essa planta como malus persicum ou maçã da Pérsia, uma referência ao largo cultivo da espécie no Irã (antiga Pérsia) durante a Antiguidade, de onde foi transplantada para a Europa.

Quais são os nomes comuns do Pessegueiro?

Nomes comuns: pessegueiro, alpercheiro, aparta-caroços, calvos-durázios, carecas, maracotões, nectarinas, pavias. O pessegueiro Prunus persica é uma pequena árvore frutífera de folha caduca, que atinge em média 4 a 6 metros de altura. Possui um tronco castanho acinzentado, marcado por pequenas fissuras, que suporta uma copa densa.

Onde fica a ilha do Pessegueiro?

A ilha do Pessegueiro está incorporada no Parque Natural do Sudoeste Alentejano e Costa Vicentina. É um dos postais ilustrados da região. Recortada por rochas, a praia fica mesmo em frente à ilha. Num monte sombranceiro ao mar existe um velho forte do século XVII.

Quais são as pragas do Pessegueiro?

Pragas do pessegueiro: Mosca da fruta, afídeos, cochonilha, pássaros e ácaros. Doenças do pessegueiro: Crivado, moniliose, oídio, lepra, cancro bacteriano, vírus do mosaico amarelo. É importante fertilizar com fertilizantes orgânicos, como estrume, guano ou húmus de minhoca, colocando uma camada de 3-5 cm à volta do tronco.

Logo, com a colonização e a vinda de diversos povos europeus para o Brasil, a flor de pessegueiro foi trazida e até os dias de hoje é extremamente cultivada e adorada em nosso país. Quem diria que uma flor aparentemente tão inofensiva teria uma origem tão distante e uma influência tão grande no mundo desde os tempos antigos?

Qual é a origem do Pessegueiro?

Quais são os benefícios do pêssego?

Ajudar a prevenir câncer O pêssego é rico em vitamina C e betacaroteno, compostos com propriedades antioxidantes que combatem os radicais livres, um dos responsáveis pelos danos às células saudáveis, ajudando a prevenir alguns tipos de câncer, como de pele, de mama, de pulmão e de cólon. 4. Controlar a diabetes

Como escolher os melhores pêssegos?

As nectarinas, os paraguaios ou os pêssegos carecas são das mais conhecidas no mercado. Convém escolher uns pêssegos bonitos, no ponto e maduros, envolva-os em uma gaze e mergulhe-os por 15 segundos em água que não chegue a ferver (87 graus).

Como fazer o plantio do pêssego?

Recomendações gerais sobre o plantio do pêssego Recomenda-se que o plantio da fruta seja realizado no inverno durante os meses de junho e julho e no verão entre os meses de dezembro a janeiro. O solo adequado deve ser profundo, bem drenado e fértil. Continua Depois da Publicidade

Como cultivar seus próprios pêssegos?

A primeira coisa a fazer é escolher um pêssego compatível com sua região para que a semente dele germine e cresça até se tornar uma árvore. Em seguida, é necessário limpar o caroço (o ideal é retirar a semente de dentro dele).

Postagens relacionadas: